Tipos de Serra: principais modelos e aplicações

Tipos de serra

Entre as mais variadas ferramentas de corte, a serra é uma das mais populares por conta de sua versatilidade e utilidade para obras e reformas. Conheça os diferentes tipos de serra neste artigo!

Ao fazer uma rápida pesquisa no mercado, é possível encontrar uma vasta gama de serras para diversas aplicações, o que pode gerar confusão na hora de realizar o investimento.

Se você precisa de uma nova ferramenta, mas não sabe qual tipo de serra comprar, esse conteúdo vai te ajudar! Ao longo do artigo, separamos as principais serras para cortar madeira, aço, outros tipos de materiais e muitas outras dicas!

O que é serra e para quê ela serve

Antes de falarmos sobre os tipos de serra, é importante destacar o que é essa ferramenta e por que ela é tão necessária nos mais diversos projetos.

A serra é um dos principais tipos de ferramentas de corte, sendo composta por uma folha de aço com recortes e usada para cortar vários materiais.

O seu funcionamento, em geral, é simples: basta realizar movimentos contínuos sobre a superfície do material a ser cortado, que pode ser madeira, metal, plástico, cerâmica, concreto entre outros.

A inclinação dos dentes é um ponto fundamental quando falamos sobre os tipos de serra, pois ela influencia na forma do corte e no material que poderá ser cortado.

Por conta desta versatilidade de uso, as serras são amplamente usadas em serralherias, marcenarias, metalúrgicas, construção civil e para uso doméstico.

Tipos de serras para madeira

Quer realizar cortes em madeira com precisão e agilidade? As serras para marcenaria são aliadas importantes para esse tipo de serviço!

É importante destacar que alguns dos modelos citados a seguir também podem ser utilizados em outro material, mas são, em geral, mais aproveitados no corte de madeira.

Serra manual

Serra manual

A serra manual, também chamada de serrote, é o tipo usado comumente no corte de painéis de madeira, tábuas, compensados, placas de MDF, etc.

Basicamente, o punho desta ferramenta é fabricado a partir de madeira, mas você também encontra versões em plástico e com acabamento antiderrapante para conferir segurança extra para a execução das atividades.

Vale destacar que o formato dos dentes das serras manuais podem variar de acordo com a indicação de uso da ferramenta. Para ilustrar, veja exemplos de serras manuais e quando usá-las:

  • Serrote de costas: com lâmina retangular, costas reforçadas e dentes afiados, o serrote de costas é indicado para corte em madeiras com mais de uma folha;
  • Serrote de caixilhos: parecido com o modelo anterior, a serra de caixilhos apresenta dimensões menores e dentes levemente inclinados, sendo perfeita para cortes em molduras, ripas e entalhes;
  • Serra de painéis: versão que conta com um nariz dentado, possibilitando o corte através de um painel e dispensando a necessidade de realizar furos;
  • Serra universal: modelo extremamente versátil que pode ser usado em plástico, metal e madeira, especialmente para cortar uma quantidade elevada destes materiais;
  • Serra de metais: fabricada com um arco metálico e dentes para o lado de fora, a serra de metal é recomendada para metais, madeira e plástico;
  • Mini arco de serra e arco de serra: versátil, tanto o mini arco de serra quanto o arco de serra são indicados para cortes em superfícies de difícil acesso, incluindo madeira, metais, tubos de PVC.

Compre a sua serra manual na Obramax com os melhores preços do mercado!

Serra de mesa

Serra de bancada (mesa)

A serra de mesa é um dos modelos mais utilizados em marcenaria, afinal, trata-se de um equipamento eficiente e simples de manusear.

O seu funcionamento é o seguinte: um disco de serra circular é girado em alta velocidade em uma posição estacionária, e você deve empurrar a madeira na lâmina. Além disso, existe a possibilidade de personalização, basta alterar o disco de corte para executar diferentes trabalhos.

O quê cortar com a serra de mesa:

  1. Madeira;
  2. Madeira compensada;
  3. Painéis de fibra de densidade média ou MDF;
  4. Plástico;
  5. Metais macios, como alumínio.

Serra circular

Serra circular

Também comuns em oficinas profissionais, a serra circular conta com uma grande vantagem: a sua portabilidade.

Como o nome indica, essa ferramenta de corte usa um disco circular para executar o serviço, seus cortes são retos e feitos com alta precisão e profundidade.

O quê cortar com a serra circular:

  1. Madeira;
  2. Metal (com a lâmina adequada);
  3. Acrílico (com a lâmina adequada);
  4. Alvenaria (com a lâmina adequada).

Serra de esquadria

Serra de esquadria

Já as serras de esquadria são modelos mais especializados e também frequentes em oficinas profissionais.

Como o nome sugere, essa ferramenta é projetada para realizar um tipo específico de corte: cortes de esquadria, ou seja, cortes feitos em qualquer ângulo que não seja de 90º ao longo da largura da madeira.

É importante destacar que a serra de esquadria até pode fazer cortes transversais (de 90º), porém, cortes nessa angulação são facilmente realizados por uma serra de mesa, portanto, é mais comum utilizar o modelo de esquadria para cortes em outras angulações.

Em relação ao uso na marcenaria, a serra de esquadria é de grande ajuda na construção de itens complicados, como móveis, armários, molduras, etc.

O quê cortar com a serra de esquadria:

  1. Madeira;
  2. Madeira compensada;
  3. Plástico;
  4. Materiais macios.

Serra sabre

Serra sabre

Outra opção de ferramenta elétrica e portátil, a serra sabre possui um funcionamento diferente dos modelos citados anteriormente.

Com uma serra de vaivém, a lâmina é empurrada para frente e depois para trás repetidamente e essa ação contínua produz um movimento de serra que corta a madeira.

Elas são indicadas principalmente para trabalhos de demolição e remodelação, uma vez que a velocidade de corte agiliza e facilita o serviço.

Lembre-se de trocar a lâmina com a versão indicada para o material a ser trabalhado.

O quê cortar com a serra sabre:

  1. Madeira;
  2. Tijolos;
  3. Azulejos;
  4. Drywall;
  5. Tubos de PVC
  6. Ramos e galhos de árvores.

Serra tico-tico

Serra tico tico

A serra tico-tico apresenta um funcionamento parecido com o modelo anterior, porém com duas diferenças marcantes:

Em primeiro lugar, diferentemente da serra sabre, a lâmina da versão tico-tico aponta para baixo ao invés de ser projetada na frente da serra. Além disso, essa ferramenta de corte é projetada especificamente para cortes curvos.

Outro diferencial da serra tico-tico é que você pode usá-la para cortar perfis internos, bastando apenas fazer um furo inicial para a lâmina entrar e partir para os cortes em formas retas, angulares ou curvas.

O quê cortar com a serra tico-tico:

  1. Madeira;
  2. Plástico;
  3. Metal;
  4. Granito;
  5. Azulejos.

Principais serras para corte de aço e materiais pesados

Como vimos, muitos tipos de serras usados para madeira podem ser aplicados em outros materiais, contanto que utilize-se o disco de corte adequado para a demanda.

Porém, é fundamental destacar que existem algumas serras específicas para aço e outros materiais pesados, confira:

Serra policorte

Serra policorte

A serra policorte é um modelo parecido com a serra de esquadria, mas indicada para cortar materiais mais resistentes.

Sendo assim, ela é encontrada principalmente em oficinas profissionais, uma vez que reparos domésticos não costumam envolver materiais duros, como metal.

A principal utilização da serra policorte é para cortes transversais e em metais, por isso, ela é uma das principais ferramentas utilizadas na indústria de construção e metalúrgica.

Por fim, vale mencionar que as serras policorte também podem cortar ângulos, mas não com a precisão de uma serra de esquadria.

O quê cortar com a serra policorte:

  1. Metal;
  2. Tijolo;
  3. Concreto;
  4. Alvenaria.

Serra mármore

Serra mármore

A serra mármore é uma das principais ferramentas usadas por profissionais da construção civil, uma vez que corta materiais comuns em canteiro de obras, como cerâmica e tijolos. Também pode ser utilizada para cortar madeira, basta que o disco seja trocado para esta finalidade.

Entre os destaques deste equipamentos, temos a presença de discos menores e diamantados, além do motor ficar à frente da lâmina e permitir uma visão melhor do material que será cortado.

O quê cortar com a serra mármore:

  1. Pisos;
  2. Azulejos;
  3. Cerâmicas;
  4. Pedras;
  5. Tijolos;
  6. Paredes;
  7. Madeira.

Conheça outras ferramentas de corte para a sua obra ou reforma

Equipamentos de proteção individual para uso de serras

Para finalizar o conteúdo, não podemos deixar de fora os materiais complementares às serras: os equipamentos de proteção individual!

Não é segredo para ninguém que a utilização das serras pode causar acidentes perigosos, por isso, investir na sua segurança e de todos os profissionais que usam a ferramenta é primordial.

Nesse caso, a dica é garantir todos os equipamentos de proteção necessários para a atividade, veja a lista:

  1. Óculos específicos de proteção;
  2. Protetores auriculares;
  3. Máscaras;
  4. Luvas;
  5. Botas grossas e com biqueiras.

Conclusão

Ao longo deste conteúdo explicamos melhor quais são os principais tipos de serra e as suas aplicações.

Como vimos, a maioria dos modelos citados podem ser usados em mais de um material, no entanto, é fundamental garantir que o disco de corte adequado para o serviço seja colocado na ferramenta.

Além disso, existem serras específicas para trabalhos profissionais, portanto, se você não for um especialista ou alguém com experiência, é melhor investir em modelos mais simples e práticos.

Ficou interessado em aprender mais? Temos vários conteúdos do tipo aqui no Blog do Max, não deixe de conferir!

Autores

  • Gustavo Herdade

    https://www.linkedin.com/in/gustavo-dos-anjos-24389655/
  • Marco Lima

    Jornalista com ampla experiência em Marketing Digital com foco em conteúdo para web. Atua desde 2021 na produção de artigos para o blog da Obramax em conjunto com especialistas técnicos no segmento da Construção Civil.