T de tomada: como usar de maneira segura e principais riscos

T de tomada

Quando o assunto é instalação elétrica de uma casa ou comércio, todo cuidado é pouco. Pode parecer que não, mas algumas ações comuns do nosso dia a dia podem gerar acidentes graves.

O T de tomada, muito popular nos lares brasileiros por permitir a ligação de diferentes pontos de energia na mesma tomada, é um ótimo exemplo de acessório que ao ser utilizado incorretamente representa alto risco para o local.

Também chamado de Benjamin, esse dispositivo pode ser danificado ou danificar os equipamentos ligados nele, dar choques elétricos, causar incêndios e muitos outros problemas. Então, é crucial ter conscientização sobre como usar esse acessório e todos os riscos atrelados ao seu uso.

Se você quer uma instalação elétrica mais segura e minimizar os riscos de acidentes na sua casa, continue a leitura e saiba o que é o benjamin (T de tomada), quando usar ou não, riscos e muito mais!

O que é Benjamin T e para quê serve

Benjamin é o nome popular dos adaptadores de tomada, também chamados de “T” ou “Te” por conta de seu formato. Ele é usado para aumentar os espaços para conexões nas tomadas, permitindo assim, ligar diferentes aparelhos em uma mesma tomada.

Em geral, esse dispositivo é usado especialmente em instalações antigas, acima de 20 anos, em que o número de tomadas da construção não é o suficiente para alimentar todos os eletroeletrônicos e eletrodomésticos presentes no dia a dia dos moradores do local.

Além disso, o T de tomada também acaba sendo uma alternativa acessível e prática para instalações mais novas que não seguiram os critérios estabelecidos pelas normas no que diz respeito ao número mínimo de tomadas para uso geral e específico em cada edificação.

Não sabe a diferença entre tomada de uso geral e específico? Confira nosso guia sobre tipos de tomadas.

Materiais Elétricos

Quando usar x não usar o T de tomada

Quando usar ou não o T de tomada

Antes de mais nada, é importante destacar que o uso do T de tomada não é proibido no Brasil, mas a sua utilização exige uma série de cuidados para não expor você ou seu imóvel a riscos.

Explicando melhor: cada tomada de uma instalação faz parte de um circuito que possui uma potência máxima e seus cabos são protegidos por um disjuntor. Ou seja, ao usar o benjamim para ligar mais equipamentos neste ponto, você acaba aumentando a sua potência. Isso, por sua vez, faz com que naquele ponto ocorra um aumento de corrente circulante.

Dessa forma, se os condutores e a tomada tiverem uma corrente acima da máxima prevista para essa parte do circuito, um aquecimento se inicia e o benjamin pode se tornar extremamente perigoso.

Vale ressaltar que muitos incêndios residenciais se iniciam pelo mau uso do benjamin e das extensões de tomadas. Além disso, o aquecimento dos fios também contribui para o aumento do preço na conta de luz e desperdícios de energia elétrica.

Outros riscos do uso indevido do T de tomada:

  • Curto-circuito;
  • Choques;
  • Queima de aparelhos;
  • Queda de energia (chave).

Dica de conteúdo: O que é fuga de corrente, como identificar e resolver

Como usar o T de tomada de forma segura

Para o uso seguro do benjamin, é fundamental ter um equilíbrio de potência. Portanto, caso você aumente a potência de uma tomada usando eletrodomésticos no “Te”, você deve “aliviar” outras tomadas que estão conectadas no mesmo circuito. Além disso, é essencial tomar cuidado para que a corrente elétrica no benjamin não seja maior do que a suportada pelos cabos e pelo próprio T de tomada, evitando assim, o superaquecimento.

Também é importante evitar o uso do T de tomada em locais úmidos ou molhados, pois existe chance real de ocorrer uma descarga elétrica. Então, evite o uso do secador de cabelo no banheiro, por exemplo, especialmente se o local ainda estiver com muita umidade. Se for preciso utilizar o aparelho, certifique-se de que a tomada está seca.

Informação importante: jamais utilize um benjamin conectado a outro, pois assim o risco de superaquecimento e curto circuito é ainda maior.

Sendo assim, para diminuir esses riscos, a melhor solução é aumentar o número de tomadas no mesmo ponto, mas claro, respeitando o limite dimensionado do circuito.

Leia também: Instalação elétrica: aprenda a dimensionar cabos

Conclusão

Ao longo deste conteúdo, explicamos o que é o T de tomada, popularmente chamado de benjamin e como usá-lo com maior segurança em sua casa.

Como vimos, trata-se de uma solução prática e versátil, mas que deve ser usada com muito cuidado, pois pode provocar acidentes, como choque elétricos, curto-circuito e até mesmo incêndios.

Além disso, a conscientização destes riscos é primordial para uma utilização segura do “Te” e também é importante lembrar que esse dispositivo não substitui a eficiência e segurança de uma instalação elétrica bem-feita e com número de tomadas bem definidos para a demanda do local.

Ficou interessado em aprender mais? Temos vários conteúdos do tipo aqui no Blog da Obramax, não deixe de conferir.

Para finalizar, aproveite a nossa loja de materiais e acessórios elétricos para comprar os melhores produtos para a sua reforma!

Autores

  • Victor Fruges

    https://br.linkedin.com/in/victor-leonardo-fruges-neto-9b118126
  • Marco Lima

    Jornalista com ampla experiência em Marketing Digital com foco em conteúdo para web. Atua desde 2021 na produção de artigos para o blog da Obramax em conjunto com especialistas técnicos no segmento da Construção Civil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *