Lâmpadas queimando com frequência: causas e como resolver

Lâmpadas queimando com frequência

Poucas coisas são tão frustrantes no dia a dia de uma casa quanto uma lâmpada queimada inesperadamente, principalmente quando isso ocorre mesmo depois de você recém trocar este equipamento.

Caso esteja enfrentando um problema de lâmpadas queimando com frequência, saiba que nem sempre a solução é comprar uma nova lâmpada. Às vezes, o problema pode ser muito mais grave!

Existem inúmeros fatores que podem queimar as lâmpadas, por isso, é fundamental estar sempre atento à fiação elétrica da sua região. No entanto, se você perceber que essa recorrência é apenas no seu imóvel, bom, a melhor dica é continuar lendo o artigo para entender o que pode causar essa baita dor de cabeça!

Dica de conteúdo: Iluminação para banheiro: 9 dicas e ideias para decorar

Lâmpadas queimando com frequência: principais causas

Diferentemente do que muitos pensam, uma lâmpada dificilmente queima por conta do seu uso no dia a dia. Independentemente da aplicação, seja residencial, comercial ou industrial, a maioria das lâmpadas de LED, por exemplo, apresentam durabilidade de 25 mil horas quando submetidas a condições normais de operação.

Mas então, o que acontece? É simples: todas as lâmpadas perdem a sua capacidade de iluminação com o passar do tempo. Esse fenômeno é conhecido como redução do fluxo luminoso, ou seja, diante da degradação natural dos componentes da lâmpada, a emissão de luz diminui.

De qualquer forma, mesmo sendo normal uma redução no fluxo luminoso, lâmpadas queimando com frequência é um outro tipo de problema e que pode ser causado por diferentes fatores que devem ser analisados, para assim, descartar a possibilidade de complicações na fiação elétrica.

Alta potência

Aqui não tem segredo: utilizar uma lâmpada de potência maior do que o indicado para uma luminária, além de possivelmente queimá-la também aumenta o risco de um incêndio.

Basicamente, quando a potência da lâmpada excede a potência máxima recomendado para o dispositivo, a lâmpada gera muito mais calor e queima o filamento. Na pior das hipóteses, como destacamos, esse excesso de calor pode provocar um incêndio na sua casa.

Movimento da lâmpada

Quando uma lâmpada se move muito, como no caso de um ventilador de teto com luminária, o tremor pode comprometer os filamentos e encurtar a vida útil da lâmpada. Esse é um problema bem comum nos modelos incandescentes, portanto, uma boa dica é priorizar a compra das lâmpadas de LED.

Problemas na instalação

Causas pra lâmpada queimando

Você sabia que aplicar força excessiva na hora de parafusar uma lâmpada pode, na realidade, deixar a conexão mais frouxa? Esse excesso de força na instalação pode deformar o ponto de conexão de metal na parte inferior do soquete, fazendo com que  a lâmpada pisque e queime com o passar do tempo.

Felizmente, esse é um problema fácil de resolver por conta própria. Contudo, antes de qualquer reparo, lembre-se de cortar a energia deste ponto para evitar acidentes. Cheque como está o soquete e se a conexão está firme.

Dica de conteúdo: 10 Tipos de Luminária e onde utilizar cada modelo

Excesso de Tensão

Por fim, temos o motivo mais perigoso para lâmpadas queimando com frequência: a voltagem do imóvel está muito alta. Caso note que uma ou várias lâmpadas em diferentes cômodos estão queimando, é o momento de chamar um eletricista para conferir a gravidade do problema. Lembre-se que a alta voltagem doméstica pode causar problemas de funcionamento elétrico que resultam em incêndios domésticos.

Materiais Elétricos

Quando substituir a fiação elétrica?

Agora que conhecemos as principais causas para as lâmpadas queimando com frequência, uma dúvida pode surgir: quando saber se preciso substituir a fiação elétrica? Além de gerar uma série de inconvenientes, falhas elétricas também podem causar incêndios. Por isso, confira os sinais de que o seu sistema precisa de uma manutenção profissional:

  • Os disjuntores desarmando frequentemente;
  • Barulhos no interruptor de parede;
  • Luzes piscando;
  • Cheiro de queimado em um cômodo específico ou de um eletrodoméstico;
  • Tomadas descoloridas e placas de interruptor quentes ao toque;
  • Tomadas não aterradas em toda a casa;
  • Falta de disjuntores DR para proteção contra choques elétricos.

Percebeu algum destes sinais no seu imóvel? Então, não pense duas vezes e contate um eletricista para realizar uma análise técnica de toda a fiação elétrica e indicar a solução mais assertiva para o seu problema.

Dica de conteúdo: Iluminação para cozinha: 7 dicas para a cozinha perfeita

Conclusão

No decorrer deste conteúdo, explicamos as principais causas para lâmpadas queimando com frequência e como resolver esse tipo de situação.

Vale reforçar que investir em lâmpadas de qualidade, verificar a compatibilidade com a voltagem da instalação e garantir uma instalação adequada são passos essenciais para prolongar a vida útil das lâmpadas e reduzir a frequência de substituição.

Além disso, o suporte profissional é a melhor forma de identificar e resolver problemas elétricos que possam estar contribuindo para a queima excessiva de lâmpadas.

Ficou interessado em aprender mais? Temos vários conteúdos do tipo aqui no Blog da Obramax, não deixe de conferir.

Para finalizar, aproveite a nossa loja de materiais elétricos para comprar os melhores produtos para a sua reforma!

Autores

  • Victor Fruges

    https://br.linkedin.com/in/victor-leonardo-fruges-neto-9b118126
  • Marco Lima

    Jornalista com ampla experiência em Marketing Digital com foco em conteúdo para web. Atua desde 2021 na produção de artigos para o blog da Obramax em conjunto com especialistas técnicos no segmento da Construção Civil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *